Todos os tipos de pai


mare 7

Foto: Mariana Matos

            Muitos dizem que pai é tudo igual, é um discurso corriqueiro sobre certas atitudes paternas. Dizem também que pai é só um, que é insubstituível ou que não é possível ter dois. Dizem que pai sempre tem razão, que temos que ouvi-los sempre. Dizem que tal pai, tal filho, que um é sequência do outro, e que provavelmente farão as mesmas escolhas.

            Mas tudo isso é o que dizem por aí, pois na verdade cada pai é único e as circunstâncias que o envolvem também, como cada um de nós, pais podem até ter atitudes parecidas, ter pensamentos parecidos, ou bigodes no mesmo formato, mas cada pai é um pai diferente, e fazem aquilo que acreditam ser o melhor para dar sentido ao título de pai.

            Há quem tenha perdido seu pai, há quem não conviva com o pai, há aqueles que nem ligam para os seus pais, tem os que amam de paixão, os que admiram sem moderação, há os que veem um herói, e aqueles que enxergam um monstro e tem também os privilegiados por ter vários pais, e é desses pais não pais que quero falar.

            Eles aparecem quando menos esperamos, e se transformam em pais nas situações mais inusitadas, avô-pai, que é pai do seu pai, mas às vezes é mais pai que o próprio, eita confusão, tem o tio-pai, que é irmão do seu pai e tá tudo em família, mas ele é mais presente que o irmão, tem também o amigo-pai, que está sempre por perto e nunca te deixa só, participando daquilo que seu pai provavelmente não entenderia, tem o irmão-pai, que às meninas sabem, por vezes são mais ciumentos que os próprios pais, tem o pai-da-amiga, que sabe que ter uma filha é ter muitas filhas, tem o professor/técnico/treinador-pai, que exige disciplina e dedicação, e tem os pais-surpresa, que são aqueles que surgem de onde menos esperamos.

            É pai que não acaba mais, e são esses, que não tem o menor compromisso em ser pai, que surpreendem nossos dias, valorizar o pai que nos deu seus traços, ou que nos registrou em um cartório é essencial, mas saber dar valor a esses pais que aparecem em nossas vidas, sem obrigação, que nos ensinam coisas, que nos tratam como filhos sem nem mesmo tê-los, pessoas com vocação para serem pais, talvez não biológicos, mas pais de coração, pais com vocação para amar, cuidar e ensinar, há todos que de alguma forma são pais, que hoje e todos os dias não esqueçamos de lembra-los o quanto são indispensáveis em nossas vidas.


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *