Portugal #Batalha


       Mais uma quinta com destino lindooo por aqui, hoje vou contar sobe um conselho cheio de charme, eu não tive o privilégio de conhecer todos os sítios deste lugar mágico, mas o que vou mostrar aqui foi o que eu vi, e que me encantou.

       O Conselho de Batalha, também pertence ao Distrito de Leiria, como eu expliquei no post de Caldas da Rainha, com uma população em torno de 15.000 habitantes as construções se organizam à volta do Mosteiro da Batalha, originalmente Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

Olha meu tamanho perto do gigante!

       O Rei  D. João I, mandou construir o Mosteiro depois de ganhar a batalha de Aljubarrota, em 14 de agosto de 1385, a obra durou aproximadamente 150 anos, mas convenhamos, o resultado é esplendoroso. Eu não saberia descrever o que é a dimensão e beleza desta construção, é muito louco pensar na construção de todos aqueles detalhes.

      Eu não entendo nada de arquitetura, mas sei admirar beleza, e este lugar não tem como ser mais belo, tudo é impecavelmente pensado e construído com muito cuidado e delicadeza. Os tetos e os vitrais não têm explicação de tão lindos que são.

         Desde 1983 o Mosteiro da Batalha faz parte da lista de Patrimônios da Humanidade definida pela Unesco. Gente vou colocar esse vídeo para vocês terem dimensão do tamanho disso!

       Neste dia cheguei a Batalha eram umas 13h, o dia estava perfeito, o céu lindo, parecia um filme, foram quase duas horas dentro do Mosteiro e não consegui ver tudo, pretendo voltar novamente, e também para desbravar os outros lugares que existem nesse conselho.

Quando entramos no mosteiro, compramos o ticket que nos dá acesso a todos os espaços, e é muito engraçado que tem pessoas em entradas aleatórias que registram tua entrada com o código de barras do ticket, com isto é possível sair e entrar no Mosteiro, lá dentro tinham muitas exposições e salas que nem consegui entrar, porque é muuuiito grande mesmo.

Bom gente, por hoje é isso, este é um passeio lindíssimo de se fazer, e mais uma coisinha, dá pra acreditar que não coloquei nenhum filtro nessas fotos? Pois sim, o dia estava mesmo lindo, parecia que as fotos já saíam tratadas, não que eu seja fotógrafa né, até porque é tudo do cel mesmo, mas acho que deu pra mostrar um pouquinho do que tem por lá.

Minha cara de abismada tá em todas as fotos!

Espero que tenham gostado… E como sempre me escrevam, dúvidas, sugestões críticas!!

Sigam o Quemdiria lá no Insta @quemdiriagurias curtam a Fanpage Quem Diria Gurias

Beijos

Camila Amaral

 


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *