Para sempre Legião


legiao

Foto do meu cel no dia 22/05/2015 – Show na Scar em Jaraguá do Sul

            Sempre disse, que daria todas as minhas unhas pintadas por um show da Legião Urbana, seria uma realização ver tamanha sensibilidade de poesia interpretada por Renato Russo, tempo injusto, me fez nascer fora do prazo de arrancar minhas unhas, porém vivemos em um lugar onde existem artistas capazes de recriar o que é belo.

            Constatei isso ao prestigiar o show do Legião Urbana cover, do Paraná,banda formada por Miro Penna, Marcos Hinnes, Anderson Capa, Diego Simm e Edison Leite, seres que com certeza carregam a responsabilidade de levar adiante o nome de uma banda que foi muito mais que uma banda, foi um marco transformador, para a música, para a arte, para o Brasil. O que me ocorreu durante todo espetáculo, não foi apenas um show, foi um espetáculo de emoção, que brotava das pessoas, mas principalmente do palco, Miro Penna se emocionou, em pelo menos 3 momentos, e fez passar por minha cabeça o quanto deve pesar a responsabilidade de representar alguém tão importante, alguém com uma imagem tão forte para tantas pessoas. Um turbilhão deve passar pela cabeça, imaginem ser enxergado, como o seu próprio ídolo, por milhares de pessoas.

            Espero ter a oportunidade um dia, de fazer estes questionamentos diretamente ao Miro, pois imagino que ele deva se equilibrar entre a dor e a delícia de viver este grande artista. Como diria o Tio Ben (em O homem Aranha) “com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”, e o que vi mostra que estes meninos estão de fato cumprindo com as suas, foi uma noite memorável, duas horas de show impecáveis, como eu esperava que fosse se tivesse arrancado todas as minhas unhas para ver o Renato em ação.

          P.S.: Genteee, sei que esse show já aconteceu há um tempinho, mas eu queria muito dividir com vocês! Mas logo, logo chegarão posts quentinhos por aqui.

                                                                                              Beijos


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *