Curiosidades #Horário de Verão em Portugal


       Oii povooo, hoje vim contar uma curiosidade, ontem mudou o horário por aqui, o que já era de se esperar já que iniciamos a primavera, saí do Brasil como o horário de Verão em vigor lá e agora vamos tê-lo por aqui.

       Em Portugal o horário de Verão ocorreu pela primeira vez em 1916, mas a mudança não foi cumprida à risca, por isso durante 14 anos não esteve vigente no velho continente.

      Só em 1997 o Parlamento Europeu decidiu padronizar este horário na Europa, atualmente ele começa no último domingo de março e termina no último domingo de outubro.

       Outra curiosidade é que aqui ao invés de mudar à meia-noite o horário muda a 1h, e adiantamos o relógio para as 2h da manhã. Segundo os registros teremos luz do sol até as 20h15min, o que prolonga, e muito o dia.

00

       Como em qualquer lugar, esta mudança de horário pode despertar aquela improdutividade no começo, já que perdemos uma hora de sono, e a preguiça pode aparecer.

       Esta medida foi implementada para contribuir para a economia de energia. Segundo o site publico.pt “… houve ainda anos em que a alteração foi feita em meses variados. Houve anos em que Portugal saía do horário de Verão no final de Setembro, enquanto noutros países isso se fazia em Outubro. “Durante este mês era uma confusão nas transacções”, lembra Rui Agostinho, director do Observatório Astronómico de Lisboa. “Andou-se a experimentar”, “a tentar perceber como é que as pessoas se sentiam”, diz o astrofísico.”

       Hoje era só uma curiosidadesinha por aqui , pra vocês entenderem também porque os horários tem variado tanto nas postagens, agora estou 4h à frente do horário do Brasil, portanto se posto aqui às 9h da manhã aí ainda são 4h.

       E como eu não sou boa de cálculos (pessoal de humanas me defendam) muitas vezes me perco nestes.

Bom início de semana à todos, que seja repleta de coisas boas.

Beijos

Camila Amaral

 


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *