“Desenho ao Microscópio” – António Palmeira


       Sábado passado (11 de março), fiz meu primeiro passeio cultural aqui em Leiria, o artista António Palmeira lançou sua exposição “Desenho ao Microscópio”, conhecemos o António através de uma amiga, e ele nos convidou para irmos ver suas obras.

       Fomos prestigiá-lo e a surpresa foi enorme, uma exposição repleta de imagens, que nos fazem pensar sobre como aqueles desenhos podem ter sido criados através de um microscópio, a infinidade de elementos que podem ter sido usados para compô-los, e como o resultando é lindo.

       É instigante observar este trabalho que levou dois anos para ser finalizado e apresentado ao público, e ainda todo o cuidado e carinho com que as obras foram expostas trazia mais brilho à elas.

       António é uma pessoa simpática e alegre, como esperamos que um artista seja, recebeu a todos os convidados e agradeceu com carinho cada um que o ajudou na construção da exposição.

“Neste novo trabalho “Desenho ao Microscópio”, adaptei procedimentos diversos que não se restringem somente ao tradicional riscar. Ou seja, o desenho foi criado através do microscópio, relacionando procedimentos e materiais que originam, o risco, a mancha, a saliência, a colagem, a construção, a desconstrução, a interferência, a sombra, a luz, a descoberta, a criação.” António Palmeira

       Não tive a chance de conversar mais com ele neste dia, mas espero ter a oportunidade em breve, pois acredito se tratar de alguém com quem se possa perder várias horas de prosa.

       Este trabalho é uma continuação da série “Pintura ao Microscópio” que ele expôs 2 anos atrás.

       Para quem quiser prestigiar, a exposição ficará na galeria municipal do Banco de Portugal até dia 30 de abril, e vale muito a pena ir até lá.


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *