Curiosidades #Dia 25 de abril, feriado em Portugal


       

       Oiii gente, mais uma curiosidade por aqui, hoje é dia 25 de abril, e se comemora a “Revolução dos Cravos” em Portugal, ou ainda o “Dia da Liberdade”, que também é comemorado no Brasil, mas com pouco ênfase.

Há 43 anos atrás, Portugal viveu um marco histórico em sua trajetória como país, pois em 25 de abril de 1974 eles conseguiram acabar com a ditadura, e por fim ao regime de Antônio de Oliveira Salazar, que comandava o país desde 1933, mas que na época já estava doente, e havia passado o cargo para Marcello Caetano.

Revolução dos Cravos – 25 de abril de 1974

       Eles conseguiram instalar a democracia de forma pacífica, e há quem fale até hoje, que o fim da ditadura deveria ter sido mais rígido e ter mandado para a prisão muitos daqueles que apoiavam os ditadores. A Revolução dos Cravos leva este nome, pois, foi esta flor que se colocou nas armas dos militares afim de comemorar a conquista, uma florista que passava entregou um cravo vermelho a um soldado e ele colocou-o no cano da espingarda, os outros o seguiram, e assim a Revolução foi nomeada.

        Para os portugueses isto foi um grande divisor de águas, pois puderam se expressar, e ter liberdade, que antes, eram coisas que não conheciam, a música e as artes obtiveram espaço, e o povo pode crescer, novos postos de trabalho surgiram e uma nova forma de se viver apareceu.

        Até Chico Buarque compôs uma música, para um grande amigo seu português, pela conquista da democracia deles, mais uma prova de que nossas relações podem sim ser muito estreitas, e que o respeito e admiração são mútuos.

Enfim é uma bela história, e hoje andando pela rua, vi muitas pessoas com cravos vermelhos na mão, pois para eles é uma data muito marcante e de orgulho, esses dias ainda li um texto (neste link) da Ruth Manus, em que ela fala justamente sobre esta data, e sobre as coisas que podemos aprender com os portugueses, e como deveríamos valorizar mais este marco que é acabar com a ditadura.

Bom povo, espero que tenham gostado de mais esta curiosidade por aqui, eu adorei pesquisar e conversar sobre esta história tão bonita, que por vezes nem ficamos sabendo!

Um beijo

Camila Amaral

Nos sigam lá gente

Insta – @quemdiriagurias

Fanpage – Quem diria gurias

Insta Camila – @lilaemsanta


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *