Como é o Tinder na Europa


Eitaaa que chegamos num assunto que todo solteiro ta por dentro: TINDER. Que jogue a primeira pedra quem é solteiro (ou os safadinhos que não são) e nunca baixou esse app, que cá entre nós, dá muito pano pra manga. Em qualquer lugar as pessoas usam, e eu decidi compartilhar como é o Tinder na Europa pra vocês.

Então vamos lá, a pessoa chega “nas Europa” cheia de querer ver o que tem no Tinder né. E daí em seguida, vem aquele momento frustrante, de que Tinder é Tinder em qualquer lugar do mundo.

Não quero colocar todos no mesmo saco, porque EUZINHA estou/estava lá, mas estou querendo dizer que tem de tudo, tem aqueles boys bombados sem camisa, tem a galera dos polegares para cima fazendo certinho, tem o povo da sobrancelha feita melhor que a minha, e os do time que não se dá ao trabalho de tirar a foto com a namorada do perfil.

Identificaram as figuras? Pois bem, existem no Brasil, existem em Portugal, existem na França, existem na Espanha. Não interessa a localização, pessoas são pessoas, e suas personalidades são as mais variadas possíveis.

 

Ajude o Quem diria gurias a crescer e compartilhe este post nas redes sociais!

Você também pode gostar:

 

O Tinder é uma ferramenta, antes de ser de encontros, de análise das pessoas, penso eu, porque dependendo dos lugares que tu freqüenta fora da internet, tu nunca encontraria certos perfis que tu encontra no Tinder, e isso é maluco? Eu acho e aqui na Europa só comprovei isso.

Meninos, que estão lendo este post, sempre peço para os meus amigos me falarem e/ou mostrarem como eles vêem os perfis das gurias nesse app, porque eu só tenho a referência de como as meninas encaram os perfis masculinos, mas o contrário também acontece né. Então quero comentários, please!

Então, o que concluí é que o Tinder no Brasil, em Portugal, na Europa, é igual, muda o idioma, mudam as preferências, mas o fato é que existem perfis que estão presentes em todos os lugares do mundo.

E se tratando de uma nova forma de conhecer pessoas, vai existir os que nos agradam, os que não temos a menor intenção de conhecer, os que são engraçados e os totalmente escrotos, assim como certamente devemos entrar nessas classificações para quem vê o nosso perfil.

O fato de ser brasileira conta?

Sim conta, os homens, no caso, tem muita curiosidade sobre a mulher brasileira, principalmente por sermos tachamos (brasileiros em geral), como mais liberais, como o país do carnaval e da caipirinha.

Mas com o desenrolar das conversas acho que nós e eles percebemos que no fundo pessoas são pessoas, com suas qualidades e defeitos, excentricidades e caretices, que temos sentimentos e vontades, e que no fim das contas somos só seres humanos com desejos e idealizações, e dentro desta nova roupagem dos relacionamentos modernos fica cada vez mais difícil encontrar quem vai ou não ganhar nosso coração.

 

Nos sigam lá gente

Insta – @quemdiriagurias

Fanpage – Quem diria gurias

Insta Camila – @lilanomundo

 

 


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *