8 motivos para amar o Natal


Tá chegando o Natal, que época mais feliz, e eu decidi fazer uma lista de “8 motivos para amar o Natal”

Eu conheço algumas pessoas que não gostam de Natal, e respeito isso, mas eu tenho que admitir e revelar, eu amo o Natal, é uma época que a gente reencontra gente que faz tempo que não vê, come aquela comida que espera o ano todo pra comer, ganha presentes (cada vez menos com o passar dos anos, quero voltar a ser criança pleaseeee!), e tem toda aquela atmosfera meio mágica que só o Natal proporciona.

Este vai ser o meu primeiro Natal fora do Brasil, e posso falar, to muito feliz, porque vou passar o Natal no friooo, como nos filmes, acho bem emocionante, espero que esteja cheio de neve nas  ruas, ta não sei se vai ter neve, mas frio vai.

Então chega de papo furado e vamos a essa listinha e depois me contem se concordam ou não.

1 – Tem uva passa na comida

Tem uva passa no arroz, tem uva passa na farofa, tem uva passa no salpicão, tem uva passa em tudo, me julguem, pra quem “odeia uva passa”, esse post já começou mal, mas eu só posso dizer que eu AMO  as comidas de Natal, principalmente por isso, porque parece que no resto do ano não se coloca uva passa em nada, por uma questão cultural, lógica ou moral sei lá, e chega o natal pra liberar geral.

2 – Eu amo luzinhas

Quem não ama né, faz tempo que as “luzinhas de natal”, porque elas eram do Natal, ganharam espaço o ano todo, e eu acho isso digníssimo, luz sempre faz bem, luzinhas de Natal fazem bem dobrado. Então se elas tem espaço o ano todo, no Natal elas se multiplicam, e é lindo.

3 – O mundo fala a mesma língua

Natal é Natal em qualquer lugar do mundo, pensa que coisa mais mágica, as pessoas em todos os continentes comemorando a mesma coisa, em estações do ano diferentes, com costumes diferentes, fazendo comidas diferentes, mas unificados pelo sentido do Natal. Peraí que caiu um cisco aqui no meu olho!

4 – A sensação de recomeço

Clichê ou não, Natal é recomeço, é o primeiro passo para o Ano Novo, é aquela sensação de que esse ano velho já acabou, e agora é tempo só de planejar o novo, reorganizar o pensamento aproveitar as coisas boas!

5 – Momento de botar roupa bonita

Não sei vocês, mas no Natal pode colocar aquela roupa bonita de ir na missa, mesmo se você for ficar em casa, ta liberado vestido chique, salto alto, maquiagem, aii acho bem digno, festa em casa com roupa fina, hahah, falo isso, porque muitas vezes foi a única oportunidade no ano que eu tive de me arrumar, e quer melhor que o natal pra isso?

 

Ajude o Quem diria gurias a crescer e compartilhe este post nas redes sociais!

Você também pode gostar:

6 – A gente tem motivo para beber

Natal a gente bebe porque é Natal, isso basta, não precisa dizer que teve um dia cheio, que ta meio triste, que passou no vestibular, que precisa descontrair, no Natal ta liberado, bebe ponche, bebe champagne, bebe cerveja, bebe vinho, o que quiser, é Natal e isso basta.

7 – O dia depois do Natal é o melhor

Apesar de amar o dia de Natal, acho que eu amo mais o dia seguinte ao Natal, todo mundo acorda tarde, com aquela cara amassada, e ta liberado comer a comida da noite passada de manhã, e a malemolência toma conta do ambiente, ninguém tem preocupação, acho bem digno.

8 – Porque no fundo eu acho que o Papai Noel existe

E não queria admitir, mas também acho que vale a pena amar o Natal, porque no fundo, bem no fundinho eu ainda acredito que o Papai Noel existe, ta ele pode até já ter morrido, mas que um dia ele existiu, e que ele levava presentes para as crianças, não podemos negar, isso é demais para mim.

Enfim, o Natal é uma época maravilhosa se você souber aproveitar ela, tem seus encantos, tem seus mistérios e principalmente tem sua magia.

Bora aproveitar, porque Natal é uma vez só por ano!

Nos sigam lá gente

Insta – @quemdiriagurias

Fanpage – Quem diria gurias

Insta Camila – @lilanomundo


Camila Amaral

Sobre Camila Amaral

Não tenho uma história bonita pra contar, de que comecei a escrever poesia com nove anos, ou que respiro porque escrevo. Sempre gostei muito de ler, e sempre gostei muito de contar histórias, mas escrever, escrever mesmo, só se tornou recorrente quando me prontifiquei a materializar esse projeto, que hoje é meu, mas também é das minhas amigas, que tanto insistiram e me fizeram prometer que ele existiria. Mas vejo, nesse pouco tempo, que comecei a passar minhas ideias e histórias para o papel, como isso tem me feito bem, e tem me ajudado nessa busca diária de me tornar um ser humano melhor, mais cheia de alma, e mais cheia de calma, percebo como isso tem me feito enxergar o que antes não via, e observar o comportamento das pessoas infinitas vezes mais que antes. Meus escritos sempre tem muito de mim, mas também tem muito do que eu observo, ouço, aprecio e absorvo por aí, um pouco fruto da realidade, um tanto fruto da imaginação. Designer de Moda por formação, sempre pronta pra me reinventar e começar de novo, graças a Deus ideias e sonhos não tem prazo de validade, e nem limite de utilização. Sou privilegiada pelas muitas “famílias” que tenho e que ganhei ao longo dos meus vinte e poucos, me sinto especial quando percebo o tanto de gente incrível me rodeia, e são esses seres mágicos, os lugares, os cheiros, gostos, os sabores, as dores, e as alegrias, os sonhos e as realizações, o dia-a-dia e o excepcional que me inspiram e servem como fonte infinita para escrever e contar pra vocês um pouquinho de como eu enxergo esse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *